Tendências de Design Para Restaurantes (2018)

Tendências de Design Para Restaurantes (2018)

Já repararam no quanto o mundo mudou nos últimos 10 anos?

Num mundo em que tudo é cada vez mais rápido, onde proliferam o valor dos menus e crescem as encomendas de comida online, como é que os restaurantes independentes vão convencer as pessoas a sentarem-se e comerem a refeição dentro do seu estabelecimento?

Claro que em Portugal há uma cultura de restaurante, aliada há boa comida, pode não parecer dramático. Mas ignorar as mudanças sociais, pode deixar os empresários da restauração um passo atrás. Exceptuando os anos de  crise que afectou transversalmente todos os sectores, a restauração tem tido uns anos bastante simpáticos, principalmente os conceitos de comida rápida e prática.

Com uma concorrência cada vez maior, e conceitos mais variados, será que a promessa de “boa comida, rápido” será suficiente? Na verdade, comida de qualidade e conveniência só levará os restaurantes até determinado ponto, enquanto que, um design interior único, ponderado e com propósito, será crucial para atrair os clientes para entrarem no estabelecimento

Mesmo que Portugal seja um país resistente a mudanças, nota-se um esforço dos empresários portugueses (principalmente os mais jovens) em acompanhar os tempos modernos e as mudanças sociais ocorridas. Daí nasceram conceitos como os espaços de brunch, as novas tascas e o gourmet. Mesmo os restaurantes tradicionais, têm o seu espaço, mas devem manter-se atentos às tendências e disponíveis para adaptar conceitos, porque tudo muda cada vez mais rápido.

Por isso deixamos aqui aquelas que podem ser as tendências de design para restaurantes que se querem destacar em 2018

  1. Minimaista Mas Significativo
  2. Wallpapers Com Pormenores Únicos
  3. Mais Cor
  4. Madeiras “Quentes”
  5. Disposições Multi-Usos de Assentos

1 – Minimalista Mas Com Significado

O design minimalista tem decididamente o seu espaço nesta área, mais ainda em estabelecimentos pequenos e um menu focado, a comida pode e deve falar por si. Ainda que o design minimalista possa parecer um pouco frio e distante para os clientes, acreditamos também que em 2018 pode trazer uma lufada de ar fresco num mercado que está a atingir o ponto de saturação em interiores sobrecarregados.

mobiliário para restauração

Mas para contrariar a frieza de um espaço minimalista, deve apostar-se nos detalhes. Enquanto que os menus se tornam mais coloridos, e os espaços mais compactos (mas menos confusos), todos os detalhes são importantes. Desde uma iluminação personalizada às mesas e cadeiras do restaurante, e o espaço em geral personalizado em que todos os cantos contem uma história – a geração milenial gosta cada vez menos de espaços com aspecto barato (mesmo que sejam).

2 – Pormenores Únicos Com Wallpaper

No instagram a tendência já se fez notar em residências. Escolhas ousadas e gráficas de papel de parede que sobressaiam na área da casa. E nos EUA já existem restaurantes como o Leo’s Oyster Bar que arriscaram nesse conceito e saíram a ganhar pelo “statement” e coragem.

Porque na verdade o papel de parede tende a ser uma forma acessível de criar drama e estilo a uma parede vazia. No entanto, o segredo para sobressair será em criar designs únicos e personalizados para o restaurante. Promete ser uma tendência para 2018, vamos ver se em Portugal tem sucesso.

3 – Mais Cores

Apesar da Heinz Ketchup ter falhado na sua tentativa de ter um ketchup colorido em 2000 (estavam 17 anos à frente do seu tempo) parece que a moda conhecida como “comida unicórnio” veio para ficar e continua a crescer, ao ponto de até a Starbucks já ter o seu “Frappucino Unicórnio”.

Se a Starbucks já a adoptou é porque promete e cria uma oportunidade para os empresários no sector da restauração se destacarem da concorrência. Para além disso, é uma excelente forma de ganhar tracção nas redes sociais e uma tendência a explorar. E restaurantes que queiram correr o risco podem abraçar as cores e apelar ao desejo do público mais jovem por um design mais holístico e menos “cheesy”.

Dar pormenores ousados de cor nas cadeiras, bases de mesa, paredes, ou até nos azulejos do chão, e combiná-los com tons neutros como o pastel, pode fazer o seu estabelecimento sobressair.

cadeiras para restaurante

4 – Madeiras Quentes

Restaurantes carregados com detalhes de madeira parece ser a resposta do mundo para “acolhedor” e também em Portugal se começa a ver cada vez mais. Na verdade, madeira autêntica recuperada é cara e pode ser difícil de encontrar, mas parece que também veio para ficar.

Contudo, em 2018 os restaurantes que se queiram destacar nessa área poderão procurar outro tipos de madeiras, com cores e texturas diferentes, procurando criar um equilíbrio entre as cores e as texturas sem correr o risco de tornar o espaço muito pesado.

5 – Disposições de Assentos Não Tradicionais

É um facto que temos de encarar. No que diz respeito ao design, o demasiado tradicional é chato e serve cada vez menos os nossos tempos. Em 2018 o conforto vai ser rei e vamos ver os restaurantes a terem uma abordagem mais multi-usos dos seus layouts de assentos, principalmente nos espaços casuais de refeição.

E é fácil de fazê-lo, basta adicionar sofás, cadeiras estofadas, e mesas mais baixas para separar os espaços. As pessoas querem experiências, opções e conforto. Utilizar uma atmosfera multi-usos ajuda a dar-lhes tudo isso.

 

About the author

Posts Relacionados

cadeiras e mesas de restaurante

Uma Instalação Perfeita da Mobília Vai Entusiasmar Os Seus Clientes

Se tem um projecto de cafetaria ou restauração em mãos,...

cadeiras para escritório

Como Escolher Cadeiras Para Escritório

Se já deu uma vista de olhos na nossa loja...

mobiliário para escritório

Como mobilar um escritório pequeno?

Nem sempre é fácil termos um bom orçamento para um...

espaço colaborativo escritório

Design Para Escritórios: 8 Tendências Para 2018

Em qualquer dia normal de trabalho existem milhões de pessoas...

Deixar Comentário